Geraldo Magela de Oliveira

Contato

A Vaidade que nos choca. - Crônicas do Oliver

Crônicas do Oliver

Vaidade

Olá,

Que tal falarmos um pouco sobre uma velha senhora, que, enrugada devido aos seus longos anos e cansada pelas muitas lutas que tem travado no dia a dia, contra alguém que teima em lhe fazer frente,buscando uma mudança mesmo que sutil. Falo da vaidade, que está tão presente em nosso meio. E quando falo do nosso meio, falo a respeito do meio religioso, onde os pastores e demais líderes estão tão envolvidos em si mesmos que se esquecem para o que são chamados. As ovelhas estão desamparadas, relegadas a um segundo plano. Famílias esquecidas dentro da igreja, o que era para ser o esteio de uma comunidade está sendo jogado fora porque o Pastor está preocupado com a próxima viagem à Israel, com a troca do carro importado, o relógio de alta linha e com os ternos sob medida.

Estão preocupados com o título que recebem, que já não querem ser chamados de pastores, agora são Bispos e Apóstolos. Essa senhora tomou conta de nossa liderança e salvo raras exceções que nos dão força para continuar a ter esperança de que a tão combalida humildade, ainda possa vencer esta batalha. Fomos chamados para sermos servos de D'us e como tais devemos ser humildes para chegarmos até todos aqueles que necessitam da Palavra de D'us e de nosso apoio. Se formos estrelas, como vamos chegar até aos mais humildes.

"Bem-aventurados os humildes, porque eles herdarão a terra." Mt. 5:5 Mas, para que as bem-aventuranças cheguem até eles devemos estar próximos, devemos estar no mesmo nível das ovelhas. Jesus disse: "Eu sou o bom Pastor: o bom Pastor dá a vida por suas ovelhas. Mas o mercenário e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo e deixa as ovelhas e foge: e o lobo arrebata as ovelhas" João 10: 11-12. Temos visto muitas ovelhas desgarradas e nas mãos do lobo porque estes pastores as deixaram de lado em busca do seu sucesso financeiro e social. Já passa da hora de nos voltarmos para a presença de D'us. Ainda há esperança para todos nós.

Na esperança da humildade.